Número total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013


QUARESMA
 
 
TEMPO DE:
- CONVERSÃO
 
- CARIDADE: AMOR AOS OUTROS
 
- RECONCILIAR-SE= CONFESSAR-SE

- JEJUAR E FAZER ABSTINÊNCIA ÀS SEXTA-FEIRAS: ABSTER-SE DE GULOSEIMAS, EXCESSOS DE ÁLCOOL, CIGARRO, JOGO, MENOS INTERNET E MAIS TEMPO PARA A FAMÍLIA E PARA A IGREJA- AMOR A SI MESMO

- ARREPENDIMENTO, MUDANÇA DE VIDA

- MAIS ORAÇÃO- AMOR A DEUS

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

O QUE É O AMOR? O QUE É AMAR?


 
O amor ultrapassa o amor.
O amor é um sopro infinito que vem de onde quer que venha e se dirige para onde quer que vá.
O amor é espírito de homem que conhece e reconhece o Sopro: é liberdade de homem que se volta para Ele, aderindo ao seu convite. Amor é o coração do homem que se abre ao Sopro Divino para O receber e para O dar.
Para se abrir ao Sopro Divino, o homem tem de rezar... Para Amar, o homem tem de rezar...
Rezar é sentir a presença de DEUS, falar com Alguém. Quando isso acontece, surge a luz no coração e na mente humana e a noite tranforma-se em Noite de Natal, em claridade; pois nesse momento nasce o verdadeiro Deus do Céu e da Terra.
Quando a pessoa descobre Deus como "Pessoa", Deus vem ao Seu encontro.
Só resta acolhê-l'O, amá-l'O.
O Deus pessoal manifestou-se em Jesus Cristo.
Jesus é o modelo do verdadeiro AMOR...
Ele é o Deus-Amor, que tomou um rosto humano.
Depois d'Ele, ninguém podia amar nem servir a Deus se não O visso, se não O amasse, nem servisse nos seus irmãos que via.
Deus não se aprende, revela-se, dá-se a conhecer e é amando-O na vida que nós O encontraremos e reconheceremos.
O segredo da vida humana está em entender Deus que é Amor, que é Família: Pai, Filho, Espírito Santo, Três Pessoas, de tal maneira unidas pelo Amor que Elas não fazem senão UM SÓ.
Quaresma é tempo de amar a Deus (oração e sacramentos),  tempo de amar os outros (caridade) e amar-se a si mesmo(a): jejum, abstinência, podar, cortar que existe de errado em nós...

sábado, 16 de fevereiro de 2013

DEZ IDEIAS PARA VIVER O DA FÉ

10 IDEIAS PARA VIVER O DA FÉ

 1.IR À MISSA- Especialmente ao Sábado ou ao Domingo.
 2.CONFESSAR-SE- Neste tempo da Quaresma para se converter ao Senbhor
3.CONHECER A VIDA DOS SANTOS- Modelos de coragem e de dedicação a Deus e aos outros.
4.LER A BÍBLIA DIARIAMENTE - Quando lemos a Bíblia, Deus fala para nós e vale a pena escutar o que Deus para nos dizer.
5.LER OS DOCUMENTOS DO CONCÍLIO VATICANO II- Sempre atuais
6.ESTUDAR O CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA
Contem as verdade da Fé cristã Católica que nos ajudam a acreditar, celebrar, a viver, a orar.
 
7.SER VOLUNTÁRIO NA PARÓQUIA- Praticar a caridade, o amor desinteressado aos outros.
8.AJUDAR QUEM PRECISA - Há muita gente que precisa de nós e é através de nós que eles sentirão que Deus os ama.
9.CONVIDAR UM AMIGO A IR À MISSA
Pode ser até um parente, um familiar, alguém que anda longe de Deus.
10.VIVER DIARIAMENTE AS BEM-AVENTURANÇAS que são uma auto-estrada para o Paraíso, o Céu, para sermos felizes como Deus quer.

QUARESMA - UNIFICAÇÃO INTERIOR

 
 

Coração humano dividido entre o bem e o mal.
Coração que, por vezes, ama e gosta do bem e outras vezes ama e gosta do mal.
 

Quaresma é tempo de unir o coração para o lado do bem- Jesus Cristo.
 

Tempo de se reconciliar e alcançar a paz do coração com Deus, com os outros e consigo mesmo.
Só é feliz quem andar unificado interiormente, tendo um coração unido.
Uma pessoa dividida no seu coração anda sempre em guerra consigo e com os outros...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

A ORIGEM DA BÍBLIA

 
 
A ORIGEM DA BÍBLIA
A origem da Bíblia foi lenta e complicada.
 
A redacção desses livros durou cerca de 10 séculos e foi obra
 
de diversos autores.
No início existia uma comunidade – o Povo de Israel – que, ao
 
longo dos séculos foi fazendo a experiência de que Deus
 
estava presente na vida do Povo, amando, salvando,
 
revelando-se. Os acontecimentos que davam origem a essa
 
experiência eram meditados pelo Povo e transmitidos
 
oralmente de pais para filhos.
 
Mais tarde, e, por diversas razões, os relatos desses
 
acontecimentos, enriquecidos por essa reflexão e pela
 
experiência do Povo, foram postos por escrito. Nesse sentido,
 
podemos dizer que Deus e a comunidade são os autores desses
 
relatos.
Existiram redactores que puseram por escrito a experiência e
 
a fé da comunidade.
Esses redactores viveram em lugares e ambientes diferentes, e
 
tinham, por isso, culturas e experiências diversas.
A sua obra revela, pois, características próprias de acordo
 
com a época, as situações e até os interesses e prioridades
 
desses redactores. No entanto, todos esses escritos têm um
 
factor comum: são relatos pela experiência de fé feita pela
 
comunidade.
Experiência de amor, de justiça, de salvação, de libertação de
 
Deus.
Assim, esses escritos reflectem a vida e a fé da comunidade, a
 
certeza de que Deus caminha com o Povo e o salva.
Assim, a Bíblia é a história da relação entre Deus e os
 
homens.
 
Ao longo dos séculos, Deus foi procurando formas
 
acessíveis de falar aos homens e de se revelar com amor e
 
salvação. Ele comunica-se a Israel nos acontecimentos da sua
 
história, levando o povo a fazer a experiência concreta da sua
 
bondade e misericórdia.
 
Por sua parte, o Povo teve de aprender a descobrir esse Deus
 
que ama, que salva, que liberta.
 
A Bíblia é, pois, a história da revelação de Deus aos homens e
 
do esforço dos homens para encontrar Deus.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

FÉ, REALIDADE PARA TODA A VIDA


http://operfumededeus.blogspot.com

- Fé é “companheira de vida”, isto é, uma realidade para toda a vida e para a vida toda e não apenas para alguns momentos da vida.

- A fé que permite ter um olhar sempre novo, vendo a maravilhas que Deus realiza por nós.

- Cada crente, pela fé, ser sinal vivo da presença de Cristo Ressuscitado no mundo.

- Fé- Ato pessoal e também comunitário, dom de Deus que permite viver em comunhão com a Igreja.

- O Ano da Fé devia permitir favorecer a alegria de acreditar e de dar testemunho renovado da fé junto dos outros crentes e não crentes.

- Ano da Fé- Dizer a todos que Jesus Cristo é o Redentor, o Salvador, o Libertador do Homem.

- Cristo Rei do Universo, autor e consumador da fé.

CREDO:

Creio em um só Deus

Deus Pai- Criador

Deus Filho- Salvador

Deus Espírito Santo- Santificador

Creio na Igreja Una, Santa, Católica, Apostólica

Creio na vida eterna

Creio na ressurreição dos mortos

Creio na vida do mundo que há-de vir. AMEN.

FÉ, ENCONTRO PESSOAL COM DEUS


albanonogueira2012@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com

                 REFLEXÃO, ANO DA FÉ

- Fé é “companheira de vida”, isto é, uma realidade para toda a vida e para a vida toda e não apenas para alguns momentos da vida.
   Muita gente faz da fé, um apêndice da vida, um momento, um toque... Algo que se vai buscar de vez em quando.
Mas a fé tem a ver com TODA A VIDA E COM A VIDA TODA.

- A fé que permite ter um olhar sempre novo, vendo a maravilhas que Deus realiza por nós.

- Cada crente, pela fé, deve ser sinal vivo da presença de Cristo Ressuscitado no mundo.

- Fé- Ato pessoal e também comunitário, dom de Deus que permite viver em comunhão com a Igreja.

- O Ano da Fé devia permitir favorecer a alegria de acreditar e de dar testemunho renovado da fé junto dos outros crentes e não crentes.

- Ano da Fé- Dizer a todos que Jesus Cristo é o Redentor, o Salvador, o Libertador do Homem. Sem a fé neste Deus Salvador, a pessoa está "perdida".

- Cristo Rei do Universo, autor e consumador da fé.

CREDO:

Creio em um só Deus

Deus Pai- Criador

Deus Filho- Salvador- Jesus Cristo

Deus Espírito Santo- Santificador, Purificador

Creio na Igreja Una, Santa, Católica, Apostólica

Creio na vida eterna

Creio na ressurreição dos mortos

Creio na vida do mundo que há-de vir. AMEN.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

PAIS E TRANSMISSÃO DE VALORES

 
 
 
Transmissão de valores
O pai e a mãe são criadores porque receberam de Deus essa capacidade. A fonte é o amor de Deus.
Também há vida humana (filhos) que não brota do amor humano (infelizmente).
Ser pai e mãe não é só gerar filhos na sua função biológica.
Há muitos valores que os pais devem transmitir aos filhos = educação, cultura.
Os pais ensinam à criança o que é proibido e o que é permitido. A criança precisa de ouvir “sim” e “não”…
A cultura no comer, no vestir, no falar, no andar, no pensar, no sentar, no agir.
Os pais devem transmitir valores humanos e religiosos, desde o berço.
As crianças são educadas a comportar-se e a respeitar a vida dos outros, as coisas, os animais.
Na família, a criança sentir-se-á amada, amparada, protegida.
Mas a criança também tem de ser orientada e corrigida.