Número total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 21


21. Porque fomos criados?
Porque é que fomos criados?
Precisamente para a alegria e para a felicidade.
Alguém disse que a rosa floresce sem porquês.
A verdadeira felicidade também não tem porquês.
Com efeito, quando estamos verdadeiramente felizes, não precisamos de colocar essa pergunta, porque a alegria que sentimos é a resposta.
E, quando o crente está feliz, sabe a quem pode agradecer por isso: a Deus.
Quando recebes um presente, compreendes que a pessoa que to deu gosta de ti.
E, para partilhares com ela a tua alegria, basta que lhe agradeças para que ela fique toda feliz por te ter feito feliz.
Qual será, então, a diferença entre um belo relógio encontrado debaixo de uma árvore e o mesmo relógio oferecido no dia dos teus anos?
Tenho a certeza de que, se pudesses escolher, irias preferir o relógio oferecido de presente.
O outro daria muito jeito, mas não te traria tanta alegria como aquele que é sinal de uma amizade.
Fomos criados porque Deus fica feliz por amar e queria que nós conhecêssemos essa felicidade.
Achas que Ele poderia ser amor sem querer a nossa felicidade? Esse seria um amor egoísta, e portanto não seria um amor verdadeiro.
Nunca te esqueças de que a alegria é a assinatura de Deus na tua vida.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 20

albanosousanogueira@sapo.pt


20. O Homem descende de Adão ou do macaco?

Na grande árvore da vida, somos antes primos dos macacos! Primeiro, houve amebas, uns organismos vivos muito simples, tão pequenos que os observamos ao microscópio.
Esses seres foram evoluindo progressivamente, dando origem a peixes, répteis, aves, mamíferos…
Entre os mamíferos, existem os primatas, dos quais descendem os macacos e os hominídeos (a nossa família).
Portanto, a ciência explica, embora com ainda muitos pontos de interrogação, como a vida surgiu e se transformou.

Quanto à Bíblia, diz-nos o sentido, o porquê de isso ter acontecido.
Pela parábola de Adão e Eva, ela faz-nos ver aquilo que somos hoje: seres livres, que Deus criou à sua semelhança, para os amar. No fundo, cada um de nós é um bocadinho Adão e Eva, porque foi criado por Deus «à sua imagem e semelhança».

Como vês, o cientista olha para o princípio e para o como; o crente procura o fundo das coisas, o seu sentido e o seu fim…

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 19

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com

19. Como aconteceu a criação do Mundo? Foi em sete dias?

Ninguém sabe como se deu a criação do Mundo.
Ninguém lá estava para ver…
A ciência coloca hipóteses e procura encontrar as causas.
Quanto à Bíblia, não é um livro científico e, por isso, não procura dizer-nos COMO é que o Mundo foi feito, mas muito simplesmente quem o fez – Deus -, para quem e por que razão – para nós e para a nossa felicidade.
As suas páginas foram escritas para nos dar a conhecer o significado, o sentido de tudo quanto existe.
Se leres com atenção o princípio da Bíblia, vais ver que dele constam duas maneiras de contar a criação do Mundo, e também do homem, o que prova que não estamos perante uma descrição científica.
O primeiro relato (Génesis 1, 1 a 2, 4) é um poema com sete estrofes e um refrão: «Assim, surgiu a tarde e, em seguida, a manhã».
Há outra pequena frase que aparece várias vezes:
«Deus viu que isto era bom».
O segundo texto (Génesis 2, 4-25) é como uma parábola em que vemos Deus a modelar o homem com o pó da terra e a insufla-lhe pelas narinas o sopro da vida.
A Bíblia diz que há sempre em nós algo de terrestre e mortal, mas também um sopro divino.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS - 18

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com



18. Porque é que Deus não é uma mulher?

Posso garantir-te que Deus não é nem homem, nem uma mulher.
Os seres humanos são masculinos ou femininos, mas Deus não. No entanto, temos de falar bem e, como acreditamos que só existe um Deus, precisámos de escolher entre o masculino e o feminino.
Ora, em muitas sociedades do passado, o homem tinha mais importância do que a mulher, e por isso foi escolhido o masculino.

Alguém disse que «Deus é um Pai que nos ama como uma mãe». Gosto muito desta frase.
E, se leres a Bíblia, verás que contém passagens em que Deus é comparado a uma mãe: «Como uma mãe consola o seu filho, assim eu vos consolarei» (Isaías 66, 13).
Há também um quadro muito bonito do pintor flamengo Rembrandt que ilustra a parábola do filho pródigo.
Se observares bem nele as mãos do pai que acolhe o filho, repararás que uma é masculina e a outra é feminina.
Qualquer imagem utilizada para falar de Deus é imperfeita, tanto a do pai como a da mãe.
Contudo, Jesus utilizou a do pai. E não nos diz tanto?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

ORAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO- 2

albanosousanogueira@apo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com


            Espírito Santo, vem,
Vem, em nome de Jesus
Acompanha-me, guia-me, conduz-me, toma a minha vida.
Justifica-me, transforma-me.
Espírito Santo, vem, ressuscita-me, converte-me todos os dias,
Purifica-me, renova-me.
Vem, Espírito Santo
Espírito Santo, vem,
Fortalece-me, consola-me apesar dos
meus pecados.
Resplandece sobre mim, liberta-me
do pecado.
Perdoa-me quando pecar.
Espírito Santo, vem,
Ilumina-me, conduz-me ao amor do Pai
e guarda-me neste amor sempre fiel.
Vem, Espírito Santo, faz nascer Jesus em mim

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

NECESSIDADE DA ORAÇÃO- 2

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com


        A oração é um ato de fé em Deus que se revela e que a
    pessoa responde.
            Deus revela-se, dá-se a conhecer e chama o Homem a
     responder-lhe pela fé, pela confiança, pelo amor.
        Não rezar é não responder, não ligar a Deus.
        Não rezar é ficar indiferente e frio perante o amor de Deus que se revela, se dá a conhecer.
         Deus fala para nós na Natureza Criada (criação) e na Revelação Bíblica.
         O Homem é chamado a responder a Deus pela oração que
   deveria transformar a vida.
       A oração é um EU que se dirige a um TU.
         Não é apenas dizer palavras e orações decoradas…
         A oração deve ser uma relação pessoal entre o cristão que
   se sente filho e Deus, em cada uma das pessoas divinas: o Pai, Criador; o Filho (Jesus Cristo) Salvador e o Espírito Santo, Santificador.
        A oração deve despertar em nós a alegria, a esperança, a fraternidade, a filiação, a gratuidade, a mansidão, a bondade, o perdão, o amor, a ação de graças, a súplica, a confiança.
       A oração pode ajudar-nos a perceber que o mundo e a vida são um dom de Deus e esta descoberta leva-nos a louvar, a adorar, a bendizer, a glorificar a Deus.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

ENTRA EM TI, FAZ SILÊNCIO, ADORA


Meu irmão, minha irmã,
Estamos às portas do natal.
Lembra-te que Jesus nasceu no silêncio de uma gruta, um palheiro na presença de Maria e de José.
Por isso, Natal CRISTÃO A SÉRIO implica silêncio, meditação, oração, contemplação.
- Não deixes que o Natal Pagão, te roube o verdadeiro significado do Natal cristão: recordar o nascimento de Jesus Cristo.
- Não te deixes enredar nas correrias loucas desta sociedade materialista nestes dias;
- Não te deixes sufocar pelo desperdício de compras, de presentes, de comidas, de bebidas, esquecendo que o melhor da vida não custa dinheiro.
O amor não custa dinheiro.
Um sorriso não custa dinheiro.
Um abraço não custa dinheiro
Um beijo não custa dinheiro.
Uma palavra amiga e consoladora não custa dinheiro.
Rezar pelos outros não custa dinheiro.
Faz silêncio, meu irmão, minha irmã.
Habitua-te a pensar, a esperar, a meditar, a fazer silêncio, a orar, a adorar.
Entra no teu quarto, fecha os olhos, respira fundo, faz silêncio absoluto e tenta encontrar Deus aí dentro de ti mesmo e fala com Ele.
Deus mora fora de ti, mas também dentro de ti.
Fala com esse Deus de Vida, de Amor, de Paz, de Perdão...
Fala a teu Pai do Céu da tua vida, fala do teu amor, ou da falta dele.
Fala a Deus Pai e a Jesus acerca dos teus planos e dos planos de Deus sobre ti.
Fala a Deus Pai acerca dos outros.
Reza pelos outros e acredita que Deus pode fazer grandes coisas na tua vida e na vida dos outros se Lhe pedires.

domingo, 11 de dezembro de 2011

A ALEGRIA COM DEUS


Terceiro Domingo do Advento.

Domingo da Alegria.
Existe a alegria falsa e enganadora do mundo, a alegria sem Deus e existe a alegria verdadeira e profunda com Deus e em Deus.
A falsa alegria depende do que TEMOS...
A alegria verdadeira depende do que SOMOS e do amor que temos no nosso coração.
A alegria exterior do mundo, é uma ilusão, um engano, caduca, passageira.
A alegria interior fruto do Espírito Santo é autêntica e enche o coração humano e permanece pela vida fora.
Não há alegria sem amor; não há alegria sem perdão; não há alegria sem paz que Deus nos dá.
Muitos cristãos católicos ainda não fizeram a experiência desta alegria serena e tranquila que Deus nos dá porque lhes falta amar como Jesus, perdoar como Jesus, ser pessoas de paz como Jesus.
Quem não recebe o perdão de Deus (reconciliação, confissão) e não aprende a perdoar aos outros e a si mesmo,
NÃO SERÁ ALEGRE, NÃO SERÁ FELIZ, não terá nem alegria, nem paz.
Quem tem o coração cheio de ódio, de inveja, de rivalidade, de vingança, não conhece Deus que é Amor, Vida, Perdão, Doçura, Mansidão, Misericórdia.
Quem perdoa mais facilmente será feliz e terá a alegria messiânica que é fruto do Espírito Santo.

"Está no meio de vós Alguém que não conheceis", dizia João Batista referindo-se a Jesus.
Só conheremos Jesus Cristo, Deus Pai e o Espírito Santo se amarmos, se perdoarmos.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 17


17. Oiço falar da Trindade mas não encontrei essa palavra na Bíblia…
 
procuraste bem, porque não está lá!
É um nome abstracto para falar de Deus.
Quando fazes o sinal da cruz - «Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo» -, dizes, no fundo, a mesma coisa.
Quem é Deus?
É esta a grande pergunta de todas as religiões.
Já conheces a resposta cristã: Deus é amor.
Isto quer dizer que, na origem de tudo, há um amor que circula entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
E, se Deus nos criou, é para que participemos nessa imensa permuta.
Como? Amando-nos uns aos outros em Deus, e amando Deus que é a fonte de todo o amor e que nos amou em primeiro lugar. Houve um poeta que disse: «Quando amares, não digas “Deus está no meu coração”, e sim “eu estou no coração de Deus”» (Khalil Gibran).
Se Jesus, o Filho de Deus, veio à Terra, foi para nos falar do Pai e nos dizer que Ele é também nosso Pai, foi para nos dar o Espírito Santo, esse amor que abrasa tudo.
Arriscando fazer uma comparação, podemos dizer que o Pai é a fonte, o Filho é o rio e o Espírito Santo é o braço do estuário que verte a água no oceano do mundo.
«Um pouco complicado», dirás tu.
Pensa não nesta pergunta: pode-se ser amor sendo-se solidão? Pode-se ser alguém sozinho?
Deus não é solitário – é partilha, troca, diálogo, desde sempre e para sempre. Ele é Pai, Filho e Espírito Santo.
E, se quiseres compreender melhor isto, ama tu também.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 15


15. Quem criou Deus?
Tudo o que te rodeia teve um começo.
É por isso que fazes a pergunta: «Quem criou Deus?».
Mas Deus é a palavra que utilizamos para falar d’Aquele que explica a existência de tudo sem precisar, Ele próprio, de explicação.
Se encontrasses quem criou Deus, teríamos de te perguntar quem criou esse criador de Deus.
Chamamos Deus ao ser que criou tudo sem precisar, Ele próprio, de ser criado.
Há quem diga, porém, que tudo aconteceu por acaso, sem precisar de Deus.
Outros, os crentes, dão graças Àquele a Quem chamam Deus e que permitiu que tudo existisse.
Quando se acredita que Deus existe, procura-se descobri-l’O e escutar a sua Palavra, para a pôr em prática.
Um cristão acredita que Jesus veio ao mundo precisamente para nos dar a conhecer esse Deus que é nosso Pai e a sua vontade: que nos amemos uns aos outros.
Vivendo como Jesus, poderás comprovar que Ele diz a verdade, porque isso te fará feliz.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

AS MELHORES COISAS DA VIDA

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com

-

Neste mundo de consumo onde tudo se compra e tudo se vende, vale a pena lembrar esta verdade:
As melhores coisas da vida são grátis...
Falta ainda a realidade DEUS, que é grátis... 





Deus é graça, Deus é grátis,
É uma oferta ao Homem, um  presente.
Deus é Amor, Misericórdia, Ternura,
Paz, Redenção, Salvação.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 12

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com

12. Conheço pessoas que se dizem cristãs e que, ainda assim, são racistas. Como é possível?
Parece-te surpreendente que se possa ser ao mesmo tempo cristão e racista. E tens toda a razão.
Logo no Antigo Testamento, Adão e Eva são-nos apresentados como os primeiros pais de toda a humanidade.
Portanto, pertencemos à mesma família.
Claro que se trata de uma imagem, para transmitir o ideal de fraternidade de toda a humanidade.
No outro extremo da Bíblia, São João fala-nos de uma grande multidão «de todas as nações, tribos, povos e línguas» (Apocalipse 7, 9) reunida no Céu.
São Paulo lembra aos primeiros cristãos que já não pode haver diferenças entre eles - «Não há mais grego nem judeu», diz-lhes ele (Colossenses 3,11).
Eis a mensagem que a Igreja transmite incessantemente.
Como é então possível que ainda haja cristãos racistas?
Isso acontece porque os cristãos não são perfeitos e às vezes também falham em relação ao seu ideal.
Quem é que nunca falha?
No entanto, o que é mais grave é que algumas pessoas (cristãs ou não) se esforcem por provar que têm razão sendo racistas.
Ser racista é o contrário de ser cristão.
Temos todos um mesmo Pai, o Pai do Céu.
Como podemos estabelecer diferenças entre nós?

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 11


11. O que é uma seita?

Já houve quem previsse o fim da religião.
Ora, o que acontece é que a vemos cada vez mais por todo o lado. Antigamente, explicou um sociólogo, a religião estava dentro de uma garrafa, que era a Igreja.
Hoje em dia, essa garrafa partiu-se e a religião espalhou-se por todo o lado.
Na verdade, assistimos à multiplicação de pequenos grupos, cada qual com as suas fórmulas religiosas e os seus gurus.

Esses grupos são perigosos?
Não necessariamente, mas às vezes são.
Por isso, temos de ser prudentes.
É frequente as pessoas entrarem numa seita de olhos fechados, confiando absolutamente naqueles que as convidaram a fazê-lo e, depois de estarem lá dentro, a seita faz tudo para que elas não voltem a abrir os olhos.
Há quem diga que essas seitas perigosas são como prisões sem grades; com efeito, é dentro de si mesmo que o adepto se sente condicionado a permanecer na seita e, infelizmente, também a deixar-se explorar.

Mas atenção: a própria palavra «seita» também é perigosa. Muitas vezes, aplicamo-la àquilo que não compreendemos, a quem pensa d maneira diferente da nossa ou a quem investe a sério na vida religiosa.
Por vezes, é preciso explicar aos jovens que os monges não fazem parte de uma seita!

Uma última coisa: há seitas, mas também há atitudes sectárias.
E delas ninguém está livre – nem as religiões, nem os crentes, nem os não-crentes.
A intolerância é um veneno para a sociedade e uma tentação para cada um de nós.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS- 8

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com
.

8. Porque é que há várias religiões?

Porque o Homem procura Deus e Deus procura o Homem.
Na verdade, encontramos vestígios muito antigos da religião entre os seres humanos, que depressa tomaram consciência de que a sua vida provinha de mais longe e de que a morte não podia ser o fim da existência.

As civilizações e as culturas são muito diferentes.

Cada pessoa procura Deus em função da sua cultura.
E Deus, como é o Criador de todos os Homens, quer manifestar-se a cada um deles segundo a sua cultura.

Portanto, todas as religiões têm algo de bom, porque cada uma delas é, à sua maneira, um caminho onde se pode encontrar Deus.
O mal das religiões está no fundamentalismo, isto é, o fanatismo, a intolerância e a interpretação à letra dos textos sagrados.

Os cristãos acreditam que Deus Se manifestou de forma única e excepcional em Jesus de Nazaré, um ser humano como nós, enraizado numa cultura e numa religião que O prepararam: as do Antigo Testamento.

A mensagem de Jesus Cristo tem algo que pode ser adaptado a todas as culturas, porque tudo se resume ao amor: Deus é Amor e convida-nos a amar-nos uns aos outros.

Jesus viveu até ao fim aquilo que proclamou.
Trata-se de uma bela mensagem e de um excelente mensageiro!
Para o cristão, Jesus Cristo é o Emanuel, o “Deus connosco”, o mais belo presente que Deus deu ao Homem.
E esta Boa Nova (Evangelho) merece ser anunciada a todos os povos, sem desprezar as outras culturas e as outras religiões.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

PERGUNTAS ACERCA DE DEUS



7. Há vários tipos de cristãos.
     Porque é que eles estão separados?
 
Há efectivamente ortodoxos, protestantes, anglicanos, católicos… São um pouco como os nomes próprios; «cristão» é o apelido, o nome da família, porque, na verdade, eles têm todos muito em comum.
Há já vinte séculos que os cristãos conservam cuidadosamente a Boa Nova de Jesus e a fé na sua ressurreição.
Mas, infelizmente, essa longa história ficou marcada por divisões, uma espécie de disputas familiares.
Em 1054, os cristãos do Oriente e os cristãos do Ocidente separaram-se, em ortodoxos e católicos.
As diferenças entre eles eram, sem dúvida, mais políticas e culturais do que religiosas.
Em 1517, o alemão Lutero afixou as suas discordâncias em relação a certas crenças e práticas da Igreja Católica.
Depois, Calvino, Zwingli e outros constituíram também novas igrejas.
Assim nasceu o ramo protestante, que, ao longo de séculos, se dividiu ainda mais num grande número de pequenas Igrejas.
Os anglicanos são os protestantes da Inglaterra, que, com o seu rei Henrique VIII, se separaram do Papa de Roma.
Quando surge uma disputa, é preciso, num momento ou noutro, parar de procurar saber quem tem razão e fazer tudo pela reconciliação.
Para conseguir isso, não há nada melhor do que encarar as diferenças como riquezas.
A beleza da liturgia dos ortodoxos, o amor dos protestantes pela Bíblia, a força dos sacramentos entre os católicos, a abertura dos anglicanos ao diálogo são tudo tesouros a não perder.
E, enquanto aguardamos que seja reencontrada a unidade, podemos trabalhar em conjunto pela paz no Mundo.
Foi por ela que Jesus veio até nós.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

ENTREVISTA LINDA


Sonhei que tinha marcado uma entrevista com DEUS.
- Entre – disse DEUS. Então, querias entrevistar-me?
- Se tiver um tempinho, disse eu.
 DEUS sorriu e disse:
- Meu tempo é eterno, suficiente para fazer todas as coisas;
    Que perguntas tens em mente?
- O que mais o surpreende na humanidade?
Perguntei…
DEUS respondeu:
- Que se aborreçam de ser crianças e queiram crescer rapidamente e aí, desejem ser crianças novamente.
- Que desperdicem a saúde para ganhar dinheiro e aí percam dinheiro para restaurar a saúde.
- Que pensem ansiosamente sobre o futuro, esqueçam o presente e, dessa forma não vivam nem o presente, nem o futuro.
- Que vivam como se nunca fossem morrer e que morram como se nunca tivessem vivido.
Em seguida, a mão de DEUS segurou a minha e por um instante ficamos em silêncio.
Então eu perguntei:
- PAI, quais são as lições de vida que deseja que seus filhos aprendam? 
Com um sorriso DEUS respondeu:
- Que aprendam que não podem fazer com que alguém os ame.
O certo é deixarem-se amar.

- Que aprendam que o mais valioso não é o que se tem na vida, mas QUEM se tem na vida.
- Que aprendam que não é bom compararem-se uns aos outros.
Por que todos serão julgados individualmente sobre seus próprios méritos.
- Que aprendam que uma pessoa rica não é a que tem mais, mas a que precisa menos.
- Que aprendam que são precisos alguns segundos para abrir profundas feridas nas pessoas amadas e que são necessários muitos anos para cura-las…
- Que aprendam a perdoar, praticando o perdão.
- Que aprendam que há pessoas que os amam muito mas que simplesmente não sabem como expressar ou demonstrar seus sentimentos.
- Que aprendam que o dinheiro pode comprar tudo, exceto felicidade.
- Que aprendam que duas pessoas podem olhar para a mesma coisa e vê-las de forma totalmente diferente.
- Que aprendam que um amigo verdadeiro é alguém que sabe tudo sobre ti e gosta de ti como és.
- Que aprendam que não é suficiente que sejam perdoados, mas que perdoem a si mesmos.
Durante algum tempo permaneci sentado, a desfrutar aquele momento.
Agradeci a Deus pelo seu tempo e por todas as coisas que tem feito por mim.
ELE respondeu:
Estarei aqui sempre que alguém precisar de ajuda.
Tudo o que precisam de fazer é chamar por mim.
Todos podem esquecer o que EU disse, podem esquecer o que EU fiz, mas jamais Eu esquecerei de cada um de vós.
… Então, em gratidão a DEUS ao tempo que Ele que ELE nos dedica, será que tu consegues arranjar um tempinho para mandar esta mensagem às pessoas que gostas?
… EU ARRANJEI!!!