Número total de visualizações de página

domingo, 13 de julho de 2014

FELICIDADE E SOFRIMENTO

http://operfumededeus.blogspot.com


Somos pessoas que procuram a felicidade, de forma apaixonada e nunca saciada. Esta inquietude é comum a todos. Quase parece que esta é a dimensão mais forte e consistente da existência, o ponto de encontro e de convergência das diferenças. 
E não pode ser senão assim: a nossa vida quotidiana é o lugar de onde brota a sede de felicidade. Nasce com o primeiro sopro de vida e extingue-se com o último. No caminho que percorremos entre o nascimento e a morte, somos todos pessoas que procuram a felicidade.
Todos podemos reconhecer-nos na necessidade de sermos felizes: mas, 
Que felicidade procuramos? 
Como a procuramos? 
Quais são os instrumentos que nos asseguram a sua posse? 
E os outros, que papel desempenham?


Alguns acusaram a tradição cristã de se opor ao desejo de felicidade, achavam que se pagava um preço excessivo para assegurar a felicidade, reprovando os modelos de renúncia, até um pouco masoquistas. 
Alguns até chegaram à conclusão de que é necessário libertar o homem de Deus para lhe restituir o direito à felicidade. 
Nada mais errado. 
Sem a fé em Deus, sem religião, é muito mais difícil ser feliz. 
Há muito menos alegria, menos esperança, menos fé, menos felicidade.

As provocações desafiam-nos e ajudam-nos a pensar, fazendo-nos descobrir na raiz da experiência cristã, a figura de Jesus, que nos ofereceu o rosto de um Deus que ama a vida e a felicidade do homem. 
Por outro lado, a crise na relação entre vida e felicidade não diz respeito apenas a nós, cristãos. 
Quem quer que ame a vida e procure a felicidade duradoura para si e para os outros, não conseguirá certamente contentar-se com propostas que ligam unicamente a felicidade à posse, à conquista, ao poder, ao prazer, ao egoísmo pessoal ou de grupo.

sábado, 5 de julho de 2014

7 REGRAS DE VIDA


http://operfumededeus.blogspot.com

1-Faça as pazes com o seu passado, para que não afete o teu presente. Viva em paz com o seu passado. Aceite o bem e o mal que lhe aconteceu. Nada pode fazer em relação ao passado, a não ser aceitar.
A paz, a serenidade e a felicidade de uma pessoa implica viver em paz com o seu passado.

2-O que os outros pensam de ti, realmente, não importa
Não se deixe influenciar pela críticas negativas a seu respeito. Não se deixe abater pelas críticas dos outros. Procure fazer bem as coisas, com reta intenção. 
Fazer tudo por amor e por bons motivos, por um bom ideal, sobretudo de altruísmo (amor aos outros).

3-O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo.
Toda a gente passa por problemas, dores, sofrimentos.
Não se deixe abater. Reaja. Reassuma a sua vida e os seus deveres. Todas as feridas e as perdas que a gente tem, com o tempo, vão sarando. Se perdeu algo ou alguém, pode ganhar outras coisas e outras pessoas.

4-Ninguém é responsável pela tua felicidade a não ser tu mesmo.
A verdadeira felicidade depende de nós mesmos, do nosso interior, embora o exterior ajude. Mas não espere que sejam os outros a tornar você feliz. Se você já é feliz, os outros podem tornar você mais feliz. Se você não é feliz, se é infeliz, não espere que os outros tornem você feliz. Quanto mais se espera dos outros, mais desilusões a gente sofre. Pois espera receber e acaba por não receber. 
Confie muito de si. Acredite muito em si. 
Espere muito de si mesmo(a). 
Ame muito você. Aceite-se a si mesmo(a).
Amar-se corretamente, não estou a dizer ser egoísta. 
Esse é o caminho maior da sua realização.

5-Não compares a tua vida com a dos outros e não julgues ninguém, pois tu não sabes o que eles estão passando.
Cada pessoa é única. Diferente de todos.
É um erro, compararmo-nos com os outros e querermos ser o que eles são ou ter o que eles têm.
Cada um deve ser feliz como é e ser feliz com o que têm, ainda que tenha alguma ambição para melhorar a sua vida.

6-Não pense demais. Não tem problema. Não sabes todas as respostas. Elas chegarão quando tu menos esperares.
Não se preocupe demais com os problemas. Ocupe-se. Ocupação é boa. preocupação é má.

7-Sorria. Tu não és dono de todos os problemas do mundo.
Sorria na rua, em casa e às pessoas e isso vai ajudar você a ser mais feliz.