Número total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de março de 2009

25 DE MARÇO ANUNCIAÇÃO DO ANJO A MARIA



albanosousanogueira@sapo.pt

De 25 de Março a 25 de Dezembro, são precisamente nove meses antes do Natal. Nove meses é o tempo de gestação de um filho na barriga da mãe.
Assim, 25 de Março é o dia da Anunciação do Anjo S. Gabriel a Maria de Nazaré para lhe fazer a proposta de poder ter um filho de uma forma excepcional e extraordinária: sem o auxílio de um homem. Esse filho seria filho de Deus e seria o Salvador do Mundo.
Maria não entende muito bem esta proposta, faz uma pergunta: “com será isso, se eu não conheço homem?”. Aqui a palavra “conheço”, significa: “não conheço no aspecto sexual, não tenho envolvimento sexual com nenhum homem, como posso ser mãe…
Maria era noiva de S. José. Conhecia o homem José, mas na Bíblia “conhecer”, muitas vezes, significa: “conhecer sexualmente”.
O Anjo Gabriel diz-lhe que isso é obra de Deus, será Ele o Pai da criança e Maria aceita, dá o seu “Sim”. A partir do seu sim, o filho começa a ser gerado no seu seio.
O Filho de Deus, eterno, invisível, omnipotente, torna-se filho de homem, temporal, visível, mortal, finito, frágil, assumindo a natureza humana.
O Filho de Deus tornou-se igual a nós em tudo, menos no pecado.
Podemos dizer que o dia 25 de Março é como que o começo da nossa total libertação e salvação que Jesus veio realizar pelo mistério da Encarnação.
É assim que se chama este fenómeno da vinda de Jesus ao mundo: ENCARNAÇÃO. Aquele que era Espírito, tornou-se carne humana.
Trata-se da iniciativa de Deus que decide vir ao nosso encontro para indicar uma forma nova de viver, para elevar a natureza humana degradada pelo pecado.
É iniciativa da graça divina. Do amor divino, da misericórdia divina que teve pena da miséria que a humanidade vivia e decidiu intervir para elevar a natureza humana estragada pelo pecado.
Jesus é o homem novo, o homem santo, bom, puro, santo, sem pecado.
Jesus encarnou para nos mostrar o que nós podemos e devemos ser para sermos felizes neste mundo e no mundo que há-de vir com a morte.
Jesus deu-nos o exemplo de como devemos viver para agradar a Deus, agradar aos outros e agradar a nós mesmos:
- viver como FILHOS DE DEUS (filiação divina)
- viver como IRMÃOS DE TODOS (fraternidade universal).
Jesus é o modelo de vida. Não são os cantores, os artistas, os desportistas, os políticos, se calhar nem sequer os religiosos e os consagrados (padres também) que devem ser nossos modelos.
Jesus Cristo é o EXEMPLO, o MODELO.
Jesus Cristo é TUDO…
Meu irmão de Março, procura descobrir a beleza do rosto e da mensagem de Jesus Cristo e a tua vida será iluminada e encontrará verdadeiro sentido...

P. Albano Nogueira


1 comentário:

M@ disse...

Olá Padre Albano coloquei no meu blog este seu post.
Está muito bem explicado o contexto sobre hoje.
Se quiser visitar o meu blog:
http://cantinhodasoracoes.blogspot.com
Abraço
Manuela