Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

A CADA UM A SUA HISTÓRIA



 
Cada Homem tem a sua história.
Esta história vai-se escrevendo com o andar dos anos, pouco a pouco.
E pode ser uma história grandiosa como as grandes figuras da História: Afonso Henriques, Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral, etc…
Ou pode ser uma história simples como os soldados que combatem numa batalha, ou os trabalhadores que constroem uma obra, mas dos quais nem sequer sabemos o nome.
Cada um de nós possui já a sua história maior ou menor conforme a idade.
Não interessa que a nossa história seja grandiosa.
O que é preciso é que seja bela, harmoniosa, que em todas as suas páginas se encontre o bem e o amor.
O verdadeiro herói vive bem o seu dia-a-dia na amizade a Deus, aos outros e a si mesmo.
Também há quem possua uma história triste, infeliz e da cor da noite.
Pode ser por culpa da natureza (desastres naturais, inundações, tempestades, tremores de terra, secas).
Pode ser por culpa dos outros (guerra, terrorismo, violências, desastres na estrada, roubos, assaltos, ódios, vinganças, abandonos, solidão, fome, corrupção).
Pode ser por culpa própria (vícios, defeitos, pecados).
Pode ser por causa de doenças. Muitas razões fazem com que a história de muita gente seja uma história negra da cor da noite, triste e infeliz.
A história de cada um escreve-se em todos os dias e em todas as horas dos dias. Se alguém não quiser escrever a sua história, terá no fim da vida um grande volume de folhas em branco.
Pode não ter sido mau, mas foi inútil.
Ninguém deve ser inútil na vida. Só é inútil quem não ama. Mesmo uma pessoa idosa, doente, diminuída, deficiente pode ser útil, se amar.
Cada um possui uma missão pessoal a cumprir.
A missão mais importante que temos na vida é AMAR.
Foi isso que Jesus Cristo nos ensinou.
Neste ANO DA FÉ, procura AMAR: amar a Deus, amar os outros e amar-te a ti mesmo e também à Natureza.

Sem comentários: