Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

PEDI E RECEBEREIS



Consulte o meu outro blog




Alguém me interpelou:


"Está escrito na Bíblia que Deus disse: "pedi e recebereis...".


Neste contexto, eu então pergunto: como ficaremos quando perante o sofrimento, pedimos a Deus alívio para os nossos males e as nossas orações não são ouvidas?".


As palavras de Jesus "pedi e recebereis" são um convite à confiança na bondade e no amor de Deus. Jesus não diz que vamos receber tudo e quando nós quisermos nem como nós quisermos.


Deus sempre nos ouve, talvez não responda como nós desejaríamos.


Há certas situações tão dolorosas em nós e nos outros que nesses momentos não adianta falar muito. Adianta estarmos unidos e presentes a quem sofre. Estar prontos para aliviar o sofrimento se pudermos. Dizer ao outro que pode contar connosco.


Recorrer aos médicos para ajudar no sofrimento e quando não houver mais nada a fazer da nossa parte, abandonar-se ao amor e bondade de Deus sem se revoltar porque isso nada resolve.


Fazer do sofrimento uma oração e entregar-se nas mãos de Deus dizendo: "Senhor, eu não entendo o porquê deste sofrimento, mas quero ficar em paz. Aceito o que me está a acontecer e em que eu nada posso fazer. Dá-me, Senhor a Tua paz, a Tua confiança e a aceitação serena deste sofrimento".


Nós às vezes pedimos coisas que pensamos serem boas para nós; mas Deus na Sua Sabedoria conhecedora de tudo (passado, presente e futuro), sabe que isso até pode ser mau para nós.


Veja-se este exemplo: uma criança brinca com uma faca ou com uma garrafa de lixívia. O pai e a mãe sabem que essas coisas são um perigo para a criança. A criança pensa que isso é bom para ela e chora e grita se o pai ou a mãe lhe tira a faca ou garrafa de lixívia porque não entende mais. Mas o pai e mãe entendem, e por isso, lhe tiram esses objectos. O que a criança pensava ser bom para si mesma, os pais sabiam que era um mal.


Passando para outra realidade assim acontece entre Deus e nós. O que para nós é um bem e nós pedimos a Deus, pode ser um mal no ponto de vista do Amor de Deus e o que é mau para nós, pode ser um bem no ponto de vista de Deus.


Outro exemplo: às vezes vejo um jogador de futebol benzer-se e rezar antes de entrar em jogo. Ele está a pedir: "Senhor Deus, ajuda-me a vencer este jogo". Mas se Deus o ajudar está ser mau, injusto. Porque está a tomar partido por uma equipa contra a outra equipa e todos são filhos de Deus. Como um bom pai e uma boa mãe não devem tomar partido por um filho contra o outro.


Por isso, rezar e pedir, neste e noutros casos, é em vão pois Deus seria injusto de ajudasse um jogador (seu filho) contra outro jogador (também seu filho) ou uma equipa contra a outra.


O mais importante é purificar o nosso conceito sobre Deus e entender que DEUS QUER SEMPRE O MELHOR PARA NÓS. SABER QUE DEUS NOS AMA SEMPRE COMO O MELHOR DOS PAIS E A MELHOR DAS MÃES. NUNCA DUVIDAR DO AMOR DE DEUS POR NÓS.


Sabendo isto, eu devo ficar em paz, mesmo que me aconteçam contrariedades, desgraças, sofrimentos e confiar sempre em Deus.


Fazer tudo o que depende de mim e dos outros, e confiar em Deus que fará o resto, segundo a sua vontade e os seus desígnios de Amor de Pai.


P.Albano Sousa Nogueira

2 comentários:

New Guine disse...

Descobri seu blog atraves de pesquisas, achei muito lindo seus comentários...Deus o abençoe muito..abrs

paulo marcos disse...

padre Albano eu entendo o seu ponto de vista mas... e se a pessoa tem um câncer e pede a deus a cura desta doença e até no ultimo momento não recebe e por fim morre? onde estava deus neste momento?
sempre pergunto isto para as pessoas mas ninguem me responde de verdade, e não me diga que cada um tem a sua hora de morrer!
por favor se possivel me mande um e-mail Tyvancaste@gmail.com