Número total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de março de 2011

TE AMAREI, SENHOR


albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com/
-

Mais uma ligação para um vídeo cristão católico cheio de mensagem e de alegria.
Deus ama-nos.

Ele amou-nos primeiro.

A iniciativa é sempre d'Ele.

Amou-nos antes de nós existirmos no tempo.
Amou-nos quando nos chamou à vida por meio dos nossos pais.

Amou-nos quando nos chamou à fé no Deus Cristão, o Deus de Jesus Cristo.

Amou-nos quando nos chamou a uma vocação, a um estado de vida: vida consagrada, vida religiosa, vida matrimonial.

Amou e ama-nos quando nos ajuda a responder a esse chamamento à vida, à fé cristã, à Igreja, a uma vocação, nos chama a segui-l'O.

Depois deste chamamento, o cristão é chamado a responder na fé, na paz, no testemunho, na alegria, no amor.

A resposta a Deus implica fé, confiança, abandono, esperança, amor.

A nossa ligação a Deus deve ser feita à base da confiança, do amor e não do medo.

Se Deus nos amou e nos ama, devemos amá-lo também e quem ama a Deus tem palavras e obras para Aquele que nos ama.

Deixa-te amar, meu irmão, minha irmã.

Deixa que Deus te abrace, te abençoa, te dê paz, alegria, esperança, amor.
Abre o teu coração e a tua vida a esse Deus da Vida, da Paz, da Esperança, do Futuro.

Responde na vida a esse amor de Deus.

Quando se ama alguém responde-se em palavras e obras ao amado.

Quem nunca reza, nunca lê a Palavra de Deus, nunca vai à Eucaristia, nunca fala com Deus, não pode dizer que ama a Deus.

Amar algo ou alguém é dar tempo e atenção a essa realidade.
Por isso, um cristão não pode viver sem oração, sem sacramentos, sem a leitura da Bíblia.

Um cristão católico não praticante é alguém que não se lembra de estar com o amado.

Se não dá atenção a Deus, nem tempo, nem importância é sinal de que o seu amor a Deus é muito pequenino.
Quem quer amar a Deus
TEM NECESSARIAMENTE DE PRATICAR A VIDA RELIGIOSA NUMA COMUNIDADE CRISTÃ.
Praticar a religião é sinal de amor a Deus.
Não praticar a religião é sinal de desamor (falta de amor) a Deus.

Sem comentários: