Número total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

AUTO-DOMÍNIO

 
AUTODOMÍNIO
“Auto-domínio” é uma junção de duas palavras e significa “o domínio de si mesmo”.
A pessoa humana tem um lado biológico, instintivo, parecido com os animais. Tem as suas necessidades biológicas: comer, beber, dormir, defecar, sexuais, reproduzir.
Umas são necessidades imprescindíveis, que a pessoa tem de realizar senão morre. Outras necessidades podem não ser satisfeitas.
Vivemos num tempo em que a pessoa tem muita dificuldade de se dominar a si mesmo. Tentamos, por muitos meios, dominar os outros.
E somos tão fracos a dominar-nos a nós mesmos!
E a verdadeira fortaleza não é dominar os outros, mas dominar-se a si mesmo. O forte é o que se domina a si mesmo, não é aquele que domina os outros.
Além deste lado biológico, instintivo, a pessoa humana é inteligente, pensa, tem um querer, uma vontade, tem ainda uma dimensão espiritual e estas realidades superiores têm de entrar em campo para a pessoa se tornar adulta, madura, livre, responsável.
Dominar os seus instintos, as suas tendências más, o seu egoísmo, os seus vícios, os seus defeitos.
A cultura da nossa sociedade tem explorado os nossos instintos mais baixos para os satisfazer. Muitas vezes, caímos na tentação, de pôr de parte o que nos humaniza (liberdade, responsabilidade, inteligência, vontade, espiritualidade) e seguir apenas os nossos instintos e abusamos da comida, da bebida, da droga, do sexo…
Ou seja: seguimos as tendências mais baixas que nos aproximam dos animais, nos bestializam e nos degradam, em vez de seguirmos as tendências mais altas da pessoa que a humaniza e a torna imagem e semelhança de Deus, para a tornar imagem e semelhança do animal…
DOMINAR-SE…

Sem comentários: