Número total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

SERÁ QUE DEUS EXISTE? - 1



albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com/

Vou aproveitar este meu espaço no blog para ajudar as pessoas a entenderem melhor o mistério de Deus e tentar dar as razões da nossa fé, da nossa esperança e do amor que nos devia envolver e praticar.
Durante muito tempo nunca se questionou Deus ou os deuses.

Os homens de todos os tempos (se calhar nem todos os homens), a grande maioria dos homens no passado, acreditaram em Deus. Se bem que a Bíblia já faz referência aos ímpios, aos que não crêem que até chegam a perguntar: “onde está o teu Deus?”.
A possibilidade de ateísmo e incredulidade é bem real nas páginas da Bíblia, pois a inteligência humana quer compreender tudo e Deus não se consegue compreender.
Não se vê, parece que muitas vezes não age e deixa tudo acontecer sem interferir.
Ora esta forma de Deus ser e agir, ou não agir de forma visível e à maneira humana, torna Deus incompreensível aos olhos de muita gente.
A questão da existência de Deus e o fenómeno do ateísmo, tem muita a ver com as descobertas científicas e com a possibilidade de tudo se explicar naturalmente e dispensar Deus para aquilo que dantes não se compreendia.
A ciência e a técnica parece que explicam tudo ou ainda irão explicar no futuro e, então, Deus torna-se cada vez menos necessário.
A ciência explica a origem do mundo, a origem da vida, a origem das espécies, a origem dos terramotos, secas, inundações, furacões.
Explica a origem das doenças e a morte.
Parece que Deus ficou a mais, nada sobra para Ele.
Será que Ele existe mesmo, ou é criação, invenção humana?
No campo da razão é sempre possível um SIM a Deus e um NÃO a Deus. Posso dizer: “sim creio em Deus” e dizer: “não, não creio em Deus”.
Deus é um mistério muito grande.

Para muitos Deus é incompreensível; para outros Deus é desnecessário, não faz falta.

Tudo se explica naturalmente.

Tudo é natural e o sobrenatural não existe.

Será mesmo assim?
A ciência não pode falar de Deus porque Deus é de outro nível diferente do nível natural que a ciência estuda.
A ciência não tem autoridade para dizer se Deus existe ou não.
Ainda que explique tudo o que existe, a questão de Deus fica sempre num outro nível de abordagem e que a ciência não pode atingir, a não ser a ciência teológica que não é apenas racional, mas também emoção, fé, amor, esperança, ciência fruto da revelação.
Deus não se pode provar totalmente pela inteligência, pela razão humana.
Apesar disso a fé em Deus não é irracional, ilógica, absurda, sem sentido.
A fé na existência de Deus é racional, razoável, isto é, existem razões e argumentos lógicos, do pensamento que levam a concluir que Deus existe, que tem razão de ser.

COMO SABEMOS QUE DEUS EXISTE?


Absolutamente falando, não sabemos.
Não se pode provar que Deus existe.
Como não se pode provar que Deus não existe.
Se provássemos que Deus existe, Deus deixaria de ser Deus ou os humanos deixariam de ser humanos para ter uma inteligência divina e compreenderem o mistério de Deus.
Só quando morrermos (nessa ocasião deixaremos de ser humanos) iremos ter a certeza daquilo em que acreditamos ou não.


ENTÃO, QUE PODEMOS DIZER DE DEUS?


Deus existe, mas não se pode provar.
É uma questão de fé.
Quem tem fé acredita que Deus existe, quem não tem fé, não acredita que Deus existe.
Deus é CRIADOR, Cria por AMOR porque DEUS é AMOR.
Ao criar dá a VIDA, como os pais criam os filhos gerando vida.
Deus é VIDA.

(continua)

1 comentário:

marisé eusebio disse...

Amor, amor, amor, amor,
meu irmão DEUS é AMOR!!
Grande texto, grande meditação!