Número total de visualizações de página

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O MISTÉRIO DE DEUS – 1

albanosousanogueira@sapo.pt

“Queria encontrar Deus…
Tanto O procuro
Será que O encontro?”

Deus é um mistério que não se impõe por si mesmo a ninguém.
A Sua revelação é sempre indirecta e implica que a pessoa tenha uma certa pré-disposição para as realidades espirituais que ultrapassa a realidade material, visível, palpável e que se pode.
Hoje assiste-se a um certo vazio de Deus e quando se fala em Deus, fala de um Deus distorcido e deturpado pelo desconhecimento e ignorância.
Os cristãos deveriam ser ensinados a OLHAREM O MUNDO COM O OLHAR DE DEUS, que é bem diferente do homem entregue a si mesmo.
Só Deus nos concede a graça de contemplar a VERDADE segundo a Sua luz que é Amor.
Na verdade, tudo vem do Amor (Deus) e tudo se encaminha para o Amor (Deus):
Amor do Deus Criador (Deus Pai),
Amor do Deus Salvador (Deus Filho – Jesus Cristo) que deu a Sua vida pelos seus amigos;
Amor do Deus Santificador (Deus Espírito Santo) que actualiza em cada lugar e em cada tempo a salvação divina aplicada a cada pessoa.
Que faremos nós deste amor?
É a questão que Deus nos põe.
Um cristão tem de saber olhar o mundo e as pessoas como Deus os olha; mas, para isso, tem de saber olhar para Deus, na Sua relação connosco, com o mundo que Ele criou.
Porém, tudo isto é muito estranho ao nosso mundo e à nossa cultura, mas é algo de muito essencial: olhar o mundo com o olhar de Deus e olhar Deus, na sua relação connosco.
Deus não é um mito, uma abstracção, uma energia.
Ele é uma FORÇA, Ele é uma FONTE. Ele é ALGUÉM.
Ele está mais próximo de nós do que nós pensamos.
Ao reencontrá-l’O como Princípio (Origem) e Termo (Meta) de todas as coisas, nós alargamos a nossa perspectiva mesquinha até ao mais longínquo passado e até ao mais longínquo futuro para o qual Deus nos chamou.
O importante não é apenas ver e dizer (julgar) que o mundo está mal e que se afastou de Deus.
O importante não é só fazer o diagnóstico e dizer que uma pessoa está doente com tal doença.
Isso é importante, mas depois deve-se fazer todo o possível para se curar e salvar o doente.
O mesmo se diga do Homem de hoje que precisa de Cura e de Salvação.
O Homem está doente e, tantas vezes não se apercebe disso.
Está doente porque cortou com a raiz da vida e a raiz da vida é Deus.
Ao cortar com Deus, tantos homens e mulheres são como flores cortadas, destinadas a secar, a morrer, sem perceber o porquê.
Sem a ligação à VIDA e ao AMOR que é Deus, muitos não encontram o sentido, o rumo para a sua existência.
Acabam por não saberem plenamente qual a sua verdadeira identidade. Saber:
“Quem sou eu?
Que faço aqui neste mundo?
Para que serve a minha vida.
Que fazer para me realizar e ser feliz?
Para onde vou? Que me espera no fim da existência?
Qual o sentido do sofrimento?
Só a fé em Deus permite ajudar a pessoa a responder plenamente a estas perguntas que iluminam, dão sentido e gosto de viver.

P. Albano Nogueira.

2 comentários:

Tesouro Vocabular disse...

Muitas pessoas querem conhecer e reconhecer Deus, mas esquecem de suas atitudes e do que cristo disse: "Através de mim você chega ao pai". As pessoas não estão dispostas a encontrar esse Deus da forma mais correta, que são entre orações e a leitura da palavra.
Belo texto.
Bjs:.

sonhos de sther disse...

pelo o amor de deus me segui...