Número total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de maio de 2011

DEUS HABITA-NOS (1)

.
DEUS HABITA-NOS
.
Cada pessoa devia tomar consciência da sua dignidade, do seu valor, por muitas razões, especialmente porque traz Deus em si mesmo.
Somos uma morada divina.
Esta crença católica não se limita aos católicos, pois todo o homem e toda a mulher são habitados por Deus, mesmo que não sejam cristãos, nem baptizados.
Cada Pessoa é uma imagem e semelhança de Deus independentemente da sua raça, cor, condição social, religião. Todos merecem o máximo respeito e todos deviam respeitar-se a si mesmos…
Se a nossa vida na terra fosse uma vida de união ao nosso Bom Deus e união aos nossos irmãos, ela seria o paraíso antecipado, a felicidade máxima, embora inferior ao futuro que nos espera na eternidade, uma vez que na terra há sempre contrariedades, dores, sofrimentos, desgraças.
Mas a nossa vida seria muito mais feliz e luminosa se interiorizássemos esta habitação, esta morada de Deus em nós.
Cada pessoa é uma casa onde Deus habita.
Deus devia ser para nós um ser pessoal (constituído por 3 pessoas Divinas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo) e não apenas ideias.
Deus mora em nós, não como um inquilino ou hóspede, mas como o senhor da casa, o proprietário e Deus nunca nos deixa sós, está sempre aqui, no nosso íntimo e é aí um dos lugares onde devemos encontrar Deus e viver em comunhão com Ele na terra.
Se Deus está sempre connosco, nós deveríamos ser familiares na linguagem e no trato com Ele.
Devíamos ter à vontade e dialogar muitas vezes com o Senhor que nos habita.
O Homem de hoje sofre a solidão, o vazio, perdeu muitas vezes o rumo, o sentido da vida, não gosta do silêncio, não sabe estar só e procura sempre a companhia de alguém: podem ser pessoas que encontramos no café, na rua, nos mercados; pode ser a rádio, a TV, a internet, o telefone, o jornal…
São formas de comunicar com os outros para não nos sentirmos sós…
Deus está sempre connosco em qualquer parte, em qualquer lugar, por isso nunca estamos sós.
Para que Deus esteja presente a nós, é preciso atenção, consciência dessa presença silenciosa de Deus em mim e encontrar-me com o Deus vivo, seja numa igreja, seja em nós mesmos, seja na Bíblia, a Palavra de Deus.
O problema não está em Deus que é real, embora silencioso.
O problema está em mim que sou ruidoso, procuro o barulho, a agitação, o ruído e me esqueço dessa presença silenciosa de Deus.
(continua)

Sem comentários: