Número total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de maio de 2011

PORQUE SOU CRISTÃO? (2)


A PRÁTICA RELIGIOSA CRISTÃ
.
Muitas assembleias católicas ao Domingo, parecem, tantas vezes, autênticos funerais, onde só existe tristeza e sofrimento; sem alegria, sem vida, com pouca participação, gente que não responde, não canta, não vibra com o que se está a celebrar.
.
A mudança tem de ser feita por cada um, por cada crente.
Ele tem de saber que ir a uma reunião, ir à igreja, participar na Eucaristia é estar com Deus, com Jesus Cristo, com o Espírito Santo; entrar nessa intimidade de amor com as pessoas divinas e deixar que Deus na minha intimidade e estabelecer com Deus uma amizade que ilumina, orienta e dá sentido á minha vida.
.
Tudo isso não apenas numa relação pessoal com Deus, mas alargada à comunhão dos irmãos da mesma fé que se reúnem na mesma igreja.
.
Eu subo até Deus, Deus desce até mim e dá-se um encontro de amigos e de irmãos, encontro que é fonte de alegria de viver e força para a vida.
.
Esta deveria ser a mentalidade dos católicos: perceber que ir à igreja é ir rezar, entrar em comunhão de vida com Deus e com todos os outros que na mesma hora se vão reunir em comunidade.
.
Para que isto aconteça tem de haver uma amizade com Deus, uma fé pessoal e profunda na pessoa; uma consciência da riqueza de Deus e do seu valor para mim e para a minha vida.
.
Isso implica que cada crente se interrogue e faça uma reflexão séria acerca da sua vida cristã.
(continua).

Sem comentários: