Número total de visualizações de página

sábado, 28 de maio de 2011

DEUS HABITA-NOS (2)

.
O DEUS CONNOSCO

Deus está em toda a parte.
Está escondido nas igrejas, na Hóstia Consagrada dos Sacrários, na Sua Palavra, na pessoa do Sacerdote.
Mas Deus também nos acompanha sempre para onde quer que vamos, pois Deus mora em cada pessoa e, como a nossa própria sombra, acompanha-nos sem se poder separar de nós.
Deus vai connosco para a vida porque está dentro de nós e dentro dos outros.
Daqui se segue que Deus não devia ser Alguém a quem só se dá importância ao Sábado ou ao Domingo e dias santos quando se vai à Eucaristia; mas tem de ser o Deus de todos os momentos, o amigo do dia-a-dia, que anda sempre ao nosso lado para nos ajudar, proteger com a Sua sombra, nos dar forças nas dificuldades e nos levantar das nossas quedas.
Precisamos de nos aproximar de Deus para Lhe falarmos dos factos de cada dia, das coisas mais vulgares que nos acontecem e sem medo, porque enquanto isso não acontecer, não podemos sentir a alegria de O convidarmos a viver para sempre no nosso coração.
Não basta que Deus nos habite, que bata à nossa porta, que nos fale.
É preciso que cada um tome consciência dessa verdade, que Lhe abre a porta e O ouça.
Não basta que Deus nos ame, é preciso que cada crente se deixa amar por Ele.
É o mesmo que se passa com duas pessoas: não baste que uma goste da outra para haver amor entre ambas, é preciso que as duas se deixem amar uma pela outra.
Quantas vezes algumas pessoas vão à igreja e não se encontram com Deus, nem com Jesus Cristo, não lhe abrem a sua porta interior, não O escutam, ou só O escutam superficialmente, mas muitos ficam contentes porque cumprem uma lei, uma obrigação, um dever para com Deus: eu fui à missa (talvez por tradição, por rotina, por pressão familiar), mas sem uma adesão interior consciente e responsável.



Sem comentários: