Número total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

SÓ DEUS BASTA...10

.
6- O sacramento da reconciliação
A reconciliação (confissão ou penitência) é uma oportunidade para a pessoa se abrir à graça divina do encontro com Jesus Cristo e do Seu perdão.
Cristo está presente no sacerdote que confessa.

Muita gente só vê o lado humano do sacerdote.
Vai-se confessar, mas esconde o seu lado pior, a grandeza do seu mal, não conta a verdade acerca da sua miséria, mente.

Ao confessar todo o pecado e os pecados todos, a pessoa pode experimentar o milagre da transformação.
Deus vê e conhece a nossa miséria, por isso, pouco importa se o sacerdote a vai conhecer ou não.
É de Deus e não do sacerdote que o penitente recebe a graça do perdão. O sacerdote está em vez de Cristo.
Confessamo-nos a Cristo e é com Ele que nos encontramos no sacramento da reconciliação, embora na pessoa visível do confessor.

Se a pessoa tem uma fé esclarecida bem sabe que o importante não é a figura do sacerdote, mas Jesus Cristo presente e actuando por meio do sacerdote.

Quanto mais a pessoa fôr humilde e sincera no sacramento da reconciliação, mais a graça divina actuará nessa pessoa e mais fruto dará a sua vida de cada dia.

O mais importante é que nos apaixonemos de Deus, por Jesus Cristo, para que ao unirmo-nos ao Único que verdadeiramente nos ama, possamos um dia mergulhar para sempre, na chama transformadora do seu amor.

Ao ser mergulhada na chama do amor divino, Nossa Senhora foi de tal modo transformada, que via tudo e todos de modo sobrenatural: pensava, sentia e amava à maneira de Deus.

Sem comentários: