Número total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

PENSE NOS OUTROS



II- EU E OS OUTROS
.
Ninguém é uma ilha. Ninguém é feliz sozinho.
Nascemos de uma família e fomos criados na companhia dos outros.
A pessoa humana não pode viver sozinha.
Precisamos dos outros, do seu interesse.
Todo o mundo deseja viver em harmonia consigo mesmo e com os outros.
Estar só é uma espécie de castigo.
É uma espécie de morte.
Solidão pode ser igual a estar morto.
Viver só não é a vocação da pessoa, não é a vontade de Deus.
Nós precisamos dos outros.
Para crescermos e nos desenvolvermos temos necessidade de nos relacionarmos com os outros.
Uma pessoa equilibrada precisa de saber conviver com os outros no diálogo, na compreensão, ma aceitação, na amizade.
Precisamos da atenção dos outros, apreciação e afeto dos outros, que reconhecem a nossa presença, a aceitação do que dizemos e fazemos.
A nossa realização consiste em ter êxito, sucesso na vida.
Nem tudo corre bem, mas há que lutar, não desanimar, não cruzar os braços.
Não podemos fazer tudo sozinho precisamos de nos unirmos para fazer grandes coisas.
Uma paróquia, uma comunidade, precisa da ajuda de todos.
Fazer as coisas bem-feitas e com amor como fez Jesus. Fazer as coisas com atitude de serviço, de ajuda. É isso que dá a felicidade às pessoas
A pessoa precisa de estruturas forte para enfrentar a vida. Precisa dos outros: a família, trabalho, religião, sociedade organizada.
Isso leva a pessoa a viver tranquilamente, sem depressões, sem medos, sem ansiedades.
Precisamos uns dos outros.
A família deve viver em harmonia onde todos devem colaborar, todos se devem ajudar.
A família deve ser mesmo uma família de amizade, de ajuda, onde há apoio e solidariedade.
Onde todos colaboram: pequenos e grandes.

Sem comentários: