Número total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de junho de 2010

ESPIRITUALIDADE (3)


INTERROGANDO O HOMEM
O Homem é o único ser pensante sobre a Terra.
Os instintos dos irracionais andam longe da inteligência humana, sempre em progresso, sempre em busca da novidade, a construir e a reconstruir.
Os favos das abelhas são uma bela obra de arquitectura.
Também ninguém faria ninhos tão belos como os de certas aves. Entretanto, as abelhas sempre construíram assim os favos e do mesmo modo voaram de flor em flor.
E as aves não modificam a estrutura do seu ninho
Só o Homem ensaia casas diferentes e objectos artísticos diversos.
O Homem é um ser activo, imagem distante de Deus.
A inteligência do Homem busca a verdade.
A Verdade autêntica encontra-se nele em bocadinhos pequeninos.
O Homem pensa em essa verdade maravilhosa que se lhe escapa.
O Homem pensa em Deus.
A vida do Homem sobre a Terra é limitada por um tempo escasso.
E o Homem sente em si vontade de viver para sempre.
O Homem, embora limitado pelo tempo e pela morte, sabe que existe a eternidade e a Vida sem fim.
Sobre a Terra, quanto sofrimento bate às portas da humanidade!
E o Homem quer ser feliz.
Mais: sabe que nasceu para ser feliz.
Aceitando que os seus pés poisem sobre a Terra, o Homem olha para além da Terra e para além do Universo.
É que nem o Universo inteiro o satisfaz.
O Homem é pequenino relativamente a esse Universo.
Mas é capaz de o conter em si pelo conhecimento, é capaz de lhe estudar as leis e a formação e de o dominar
Quem pôs no coração do Homem o desejo de ser feliz?
E um desejo tão grande que se não contenta com o próprio Universo?
Que realidade tranquilizará o coração do Homem? DEUS!
O Homem extasia-se perante as belezas da Terra e do Cosmos. Contempla, admira e pretende logo reproduzir: o Homem ama a Beleza.
Quando o Homem entra em relações quer com os outros homens quer com a Natureza, nem sempre segue um caminho recto.
E logo uma voz fala dentro dele: a voz da Consciência, que lhe diz o que é bem ou mal.
Quem escreveu no interior do Homem essa Lei, que tantas vezes o inquieta e se ergue contra os seus interesses imediatos? DEUS!
E o desejo de ser justo?
E a vontade de que o amor una a todos?
E a grande aspiração a que a paz envolva os povos?
A resposta é sempre a mesma: DEUS!
O Homem é um ser misterioso que deve ser estudado de muitas maneiras.
Mas a sua grande explicação encontra-se fora dele.
Não na Terra nem em qualquer parte do Cosmos.
A explicação do Homem encontra-se em Deus.
O Homem é um ser religioso, com uma dimensão sobrenatural.

QUANTO MAIS EXTERIORIDADE, MENOS PESSOAS SOMOS
E MAIS OBJECTO (COISA) SOMOS.
QUANTO MAIS INTERIORIDADE, MAIS PESSOA SOMOS.

Pe. Albano Nogueira
(continua)

Sem comentários: