Número total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de junho de 2010

- ESPIRITUALIDADE (4)

albanosousanogueira@sapo.pt
http://operfumededeus.blogspot.com

O Homem é um ser espiritual, isto é, tem uma ligação a uma realidade sobrenatural, transcendente, que vai para além da dimensão visível, material, sensível. Tem uma ligação com Deus.
Além da natureza que aponta para um autor; além de todas as pessoas sentirem em si um desejo de infinito (no saber, no gozar, no amor, no viver, um desejo infinito de felicidade), temos o próprio Deus que se revelou, isto é, se deu a conhecer.
Vejamos então o que é a revelação.

A REVELAÇÃO
A criança vai interrogando quanto a rodeia.
E chega a algumas conclusões.
Mas não fica satisfeita: tantos mistérios se escapam à sua inteligência ainda em formação, pouco enriquecida e desenvolvida!
A criança espera pelo pai.
O pai é amigo e sabe explicar as dúvidas do filho.
E ainda vai mais longe: explica outras coisas em que o filho ainda nem tinha reparado.

DEUS REVELOU- SE
Deus entregou-nos a inteligência para que fôssemos desvendando alguns mistérios da Natureza.
E quer que usemos sempre a nossa inteligência.
Só na medida em que desenvolvemos a nossa inteligência é que entenderemos melhor a Deus, como só na medida em que a criança se esforça entende o pai.
O Homem não pode descobrir toda a Verdade só com o esforço da sua inteligência.
E que essa inteligência é muito limitada, principalmente quando se debruça sobre verdades divinas.
Nem admira: a inteligência humana possui dimensões humanas.
Deus quis manifestar-se a Si mesmo e dignou-Se revelar-nos várias verdades sobre a origem das coisas, sobre quem é o Homem e sobre o porquê da sua vida na Terra.
O conjunto dessas verdades enunciadas por Deus (incluindo a manifestação de Si mesmo), chama-se Revelação.

A FÉ EM DEUS
Temos dentro de nós um conhecimento próprio. É a Consciência.
Esta pronuncia-se sobre tudo quanto pensamos ou fazemos.
Ela pode distinguir o que é bem e o que é mal.
O que nos vem da parte de Deus, e possui o sinal do bem, e o que não vem de Deus, e anda marcado pelo mal.
Por outro lado, todos podemos aprender com os outros.
Acreditar nos outros, quando eles apresentam provas de que falam verdade, enriquece-nos e evita muitos trabalhos.
O filho acredita nos pais, o aluno nos professores, o investigador acredita nos documentos históricos.
E então um bom, legítimo e humano processo de saber este de aceitar o que os outros nos comunicam.
Conhecer pela fé é adquirir verdades transmitidas pelos outros, seja por palavras, seja por escrito ou outro processo de comunicação: imagens, desenhos, histórias, parábolas...

Pe. Albano Nogueira
(continua)

Sem comentários: