Número total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O VALOR DE PEQUENOS GESTOS

.
... Se a nota disser: não é uma nota que fará uma música, não haverá sinfonia;

... Se a palavra disser: não é uma palavra que fará uma página, não haverá livro;

... Se a pedra disser: não é com uma pedra que se erguerá uma parede, não haverá casa;

... Se a gota de água disser: não é com uma gota de água que se fará um rio, não haverá oceano;

... Se o grão de trigo disser: não é com um grão de trigo que se semeará um campo, não haverá seara;

... Se o homem disser: não com um gesto de amor que se pode salvar a Humanidade, jamais haverá justiça e paz, dignidade e felicidade, na terra dos homens.

Como a sinfonia necessita de cada nota,

Como o livro necessita de cada palavra,

Como a casa necessita de cada pedra,

Como o oceano necessita de cada gota de água,

Como a seara necessita de cada grão de trigo,

Assim a Humanidade, toda ela, necessita de ti, lá onde tu estás, único e, portanto, insubstituível.

Que esperas para te comprometeres?

Que posso eu fazer?
Amar em acções e em verdade, pois só o amor pode vencer o sofrimento e dar à vida humana sangue novo ao corpo exangue da humanidade.

É na vida real que se deve amar: na família, no trabalho, no bairro, nos tempos livres, nas pessoas que nos rodeiam.

O HOMEM É FEITO POR AMOR E PARA O AMOR.

MATAR O AMOR, É CORRER O RISCO DE MATAR A VIDA.

(Continua)
(M Quoist, Falai-me de amor)

Sem comentários: