Número total de visualizações de página

sábado, 28 de julho de 2012

DUAS LINGUAGENS NECESSÁRIAS (ciência e fé).



DUAS LINGUAGENS NECESSÁRIAS (ciência e fé).

    A Educação religiosa, o catecismo ensina as pessoas a ler os “sinais de Deus”. Seguir e identificar as “pegadas de Deus”.
Ensinar a religião é educar as pessoas para conviver com Alguém que está perto, que é tudo, mas que é Invisível.
Tudo o que vemos, não é Deus. Mas a experiência de Deus pode realizar-se através de tudo o que vemos.
Deus é TRANSCENDENTE, não se pode ver (só quando morrermos). É diferente e está acima de tudo o que existe.
Mas podemos chegar a Deus porque Ele é IMANENTE, ou seja, está presente em tudo o que existe.
Tudo o que existe de bom, de belo, de justo, de perfeito, pode ser chamado de transparência de Deus.
O homem religioso é aquele para quem todas as coisas se tornam mensageiras, sinais de Deus, seu sacramento, no sentido amplo do termo. Sinais visíveis de Deus Invisível.
Antigamente, as pessoas viam Deus em tudo. Hoje, nesta mentalidade secularista (sem Deus), não se vê Deus em nada, nem as pessoas perguntam se por detrás do que acontece se pode ver ou não a “mão” de Deus.
Antigamente era mais fácil ser religioso e praticar a religião porque a mentalidade ajudava. Hoje a fé é na ciência e na técnica. Deus e a religião foram postos de parte.
A ciência e a técnica são importantes, mas continua a ser importantes mãos que se juntam para rezar, braços que erguem para louvar, joelhos que se dobram para adorar, templos que se constroem para congregar na fé, cantos, rezas e outras coisas assim.
A religião que tem os olhos voltados para o Invisível, deve ser o suporte e a luz do mundo visível que progride e caminha.

Sem comentários: